• CoronaKids

Ruhshona Umarova

Olá, eu sou uma aluna do 6.º ano e estudo num colégio privado em Fátima.

Vim por este meio contar o que anda nesta minha cabeça ou seja: os meus pensamentos.


Tenho andado a pensar no coronavírus. Neste momento encontro-me em casa devido a essa doença que surgiu por volta de janeiro, o COVID-19.


Ando a ter aulas à distância por internet, numa plataforma com o nome de Classroom. Faço os trabalhos pedidos pelos professores, ajudo os meus pais nas tarefas de casa, ás vezes tenho um tempinho para ler… Nos trabalhos que realizo, por vezes sinto-me stressada com medo de estar a fazer tudo errado, mas afinal: “errar é humano.”


Na Terra está tudo a morrer, sinto-me desesperada. Neste momento eu vejo um mundo cheio de escuridão. Em Portugal o número de mortos e de infetados vai aumentando e em todo o mundo não quero pensar! Eu penso que demasiadas pessoas deixam este mundo para viverem um mundo melhor.


O meu maior desejo é que tudo volte à normalidade, sinto a dor das pessoas.


Tenho mais pensamentos, tais como: porque criaram este vírus? Porque é que as pessoas não ficam em casa, e deixam-se levar por aquilo que gostam? Porque é que os humanos não respeitam e ajudam a prevenir esta guerra? Não posso mudar o que aconteceu, mas posso fazer com que não só eu fique prevenida deste vírus, mas também aqueles que mais amo e aqueles que me rodeiam e apoiam.

Deste modo despeço-me e agradeço bastante àqueles que nos ajudam mesmo sem nos conhecerem e aqueles que respeitam as regras de prevenção do vírus.