• CoronaKids

Ema Botelho Gil, 12 anos

Os meus pensamentos fechada em casa


Por vezes os adultos não sabem o que vai na cabeça das crianças, pensam que é insignificante… Mas nestes tempos que passam é difícil estar como se não fosse nada, com tanta gente a sofrer nos hospitais e a morrer por dia, e os enfermeiros e médicos que arriscam a sua vida para salvar outras pessoas…


Penso que se ninguém saísse de casa a não ser para trabalhar ou para ir às compras quando é mesmo necessário seria tudo mais fácil, e também não percebo a correria ao papel higiénico… Bem… eu falo por mim, os meus pais são ambos enfermeiros e têm que se dividir para tomar conta de mim e dos meus irmãos.


O que quero mesmo neste momento é que as pessoas fiquem em casa, cumpram as regras de distanciamento social e que lavem as mãos várias vezes por dia… O que quero mesmo, é que esta guerra em que estamos todos do mesmo lado acabe, pois, este vírus tratado por SARS-CoV-2 não é nenhuma brincadeira e pode matar. E se não cumprirmos as regras podemos ir parar ao hospital, ligados a um ventilador!